Rio prefere instabilidade a um mau Orçamento

O líder do Partido Social Democrata, Rui Rio, avisou esta quarta-feira que defende a estabilidade politica, mas que “não deve ser conseguida a qualquer preço”, respondendo assim a um recado do Presidente da República, que pediu bom-senso na aprovação do próximo Orçamento do Estado.

Rui Rio lembrou ainda que os Orçamentos do Estado da “geringonça” têm sido aprovados com os votos contra do PSD, explicando que, “os Orçamentos até hoje foram suportados pela maioria parlamentar que se formou na sequência das eleições de 2015, é a essa maioria parlamentar a quem compete continuar a aprovar um Orçamento de Estado que se supõe que vai na mesma linha”.

“Se um Orçamento do Estado for completamente contrário ao que entendemos para Portugal, obviamente que preferimos que não haja estabilidade e se consiga um documento melhor do que, em nome da estabilidade, ter um documento mau”, disse o líder do PSD após uma reunião com a UGT.

O líder do PSD garante que se o próximo Orçamento for na linha dos documentos anteriores, o voto do PSD continuará a ser contra, continuando assim o Partido Socialista a estar dependente do Bloco de Esquerda, do PCP e d’Os Verdes, para aprovar o documento.

Descomplicador:

Rui Rio, líder do PSD, defende que a estabilidade política deve ser garantida, mas não a “qualquer preço”, recusando-se a aprovar um Orçamento que considere mau para o país.

Publicado por: Miguel Dias

Licenciado em Jornalismo pela Escola Superior de Comunicação Social. Assessor de comunicação numa federação desportiva, colabora com a imprensa regional na sua cidade, Almeirim e criou um conjunto de projectos temporários sobre politica local e nacional. Fundou ainda uma rádio regional e é comentador convidado de ténis da Eurosport.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *