Associação de Vítimas está a trabalhar num memorial para a estrada da morte

A Associação de Vítimas do Incêndio de Pedrógão Grande está a trabalhar na construção de um memorial para colocar na estrada da morte, onde morreu o maior número de pessoas na tragédia de Pedrógão Grande, que vitimou, só naquele troço, 47 pessoas.

O monumento, cujos detalhes estão ainda a ser discutidos, segundo avança o jornal Expresso, não deverá estar concluído este ano e a ideia é que a sua inauguração seja acompanhada por uma recomposição paisagística da berma da estrada, que homenageie as vítimas do incêndio.

O executivo confirmou já ter recebido uma carta da Associação de Vitimas a pedir apoio financeiro para a empreitada, tendo garantido que, “obviamente que apoiaremos”. A construção será feita em conjunto entre a associação, as autarquias dos municípios envolvidos e do governo.

A associação confirma que na última Assembleia-Geral, “deliberou ser tempo de prestar homenagem às vítimas do incêndio, tendo apresentado duas propostas, uma à Assembleia da República e aos grupos parlamentares, de instituir o dia 17 de junho como dia nacional das vítimas dos incêndios florestais em Portugal; e ao Governo foi enviada uma proposta concreta e um pedido de apoio para a construção do memorial”.

Descomplicador:

A Associação das Vítimas do Incêndio de Pedrógão Grande quer avançar com a construção de um memorial de homenagem às vítimas do incêndio de 17 de Junho e pediu já apoio ao governo.

Publicado por: Miguel Dias

Licenciado em Jornalismo pela Escola Superior de Comunicação Social. Assessor de comunicação numa federação desportiva, colabora com a imprensa regional na sua cidade, Almeirim e criou um conjunto de projectos temporários sobre politica local e nacional. Fundou ainda uma rádio regional e é comentador convidado de ténis da Eurosport.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *