Mariano Rajoy deixa a liderança do PP

Poucos dias depois de ter deixado a liderança do Governo espanhol, devido à moção de censura apresentada pelo PSOE, Mariano Rajoy anunciou hoje a saída da liderança do PP, Partido Popular, convocando um congresso extraordinário.

“Cumpri o meu dever onde me pediram. É o momento de por um ponto final. O PP deve seguir com outro líder. É o melhor para o PP e para mim”, disse Mariano Rajoy numa declaração aos jornalistas, onde acrescentou ainda que, “foi um privilégio servir o partido durante 37 anos”.

Espanha enfrenta durante o próximo ano eleições municipais e autonómicas, que colocavam várias dúvidas sobre a estratégia do PP para enfrentar estes processos eleitorais. Desfazendo assim as dúvidas, Rajoy optou por se demitir e convocar um congresso extraordinário para eleger o seu sucessor.

Ainda antes de anunciar a sua saída, Mariano Rajoy criticou o executivo de Pedro Sanchez, por ser “um Governo [que] nasce com uma debilidade extrema, e surge com um Orçamento que nós aprovámos e a que alguns dos apoios do senhor Sánchez vetaram”, acrescentando que este será, “um estigma [que] acompanhará este Governo desde o primeiro momento da sua existência até ao final”.

Descomplicador:

Mariano Rajoy anunciou hoje a saída da liderança do PP, convocando um congresso extraordinário para eleger o seu sucessor. Rajoy deixou ainda várias criticas ao executivo de Pedro Sanchez, o “líder que nunca ganhou eleições”, disse.

Publicado por: Miguel Dias

Licenciado em Jornalismo pela Escola Superior de Comunicação Social. Assessor de comunicação numa federação desportiva, colabora com a imprensa regional na sua cidade, Almeirim e criou um conjunto de projectos temporários sobre politica local e nacional. Fundou ainda uma rádio regional e é comentador convidado de ténis da Eurosport.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *