Governo tomou posse sem bíblia e falou em Conselho de “ministras e ministros”

Depois de Pedro Sanchez, também já o executivo tomou posse, numa cerimónia presidida pelo Rei Filipe VI, e onde a tradicional bíblia não teve lugar. Com onze mulheres e seis homens, este é considerado um dos executivos mais feministas da Europa.

Numa cerimónia sem símbolos religiosos, os dezassete ministros tomaram posse sobre um exemplar da constituição espanhola. Na cerimónia liderada pelo Rei Filipe VI, estiveram ainda os presidentes do Congresso, do Senado, do Tribunal Constitucional e do Supremo Tribunal.

Devido ao elevado número de presenças femininas, vários foram os elementos, a começar pela vice-presidente, Carmen Calvo, que utilizaram a formulação: “manter em segredo as deliberações do conselho de ministras e ministros”.

Depois da cerimónia da tomada de posse, seguem-se agora os dias das mudanças de pasta, entre os elementos do Partido Popular e os do PSOE, um processo que deverá demorar poucos dias. O PSOE garantiu já que vai fazer cumprir o orçamento aprovado pelo PP.

Descomplicador:

O governo liderado por Pedro Sanchez já tomou posse, numa cerimónia onde não entraram símbolos religiosos. Devido à elevada presença de mulheres, várias foram as referências ao “conselho de ministras e ministros”.

Publicado por: Miguel Dias

Licenciado em Jornalismo pela Escola Superior de Comunicação Social. Assessor de comunicação numa federação desportiva, colabora com a imprensa regional na sua cidade, Almeirim e criou um conjunto de projectos temporários sobre politica local e nacional. Fundou ainda uma rádio regional e é comentador convidado de ténis da Eurosport.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *