Angola: “Zedu” deixa liderança do MPLA e dedica-se a causas sociais

Praticamente um ano depois de ter deixado a liderança de Angola, José Euardo dos Santos deixou também a liderança do Movimento Popular de Libertação de Angola (MPLA), que fica agora entregue a João Lourenço, o líder do governo.

“Não existe, naturalmente, qualquer atividade humana isenta de erros e assumo que também os cometi, pois só deste modo os podemos ultrapassar”, disse “Zedu”, na abertura do congresso do MPLA que entronizou João Lourenço como líder.

“Grande parte dos camaradas que aqui está sabe que nunca ambicionei tal cargo, nem tão pouco pensei que pudesse permanecer tantos anos, mas as circunstâncias históricas e políticas assim determinaram”, disse José Eduardo dos Santos, acrescentando que, “procurei ao longo destes anos dar o melhor de mim, aquilo que estava ao alcance das minhas forças, das minhas capacidades intelectuais, alicerçadas nas profundas convicções políticas e ideológicas que tenho desde a minha juventude”.

Sem nunca referir o nome de João Lourenço, José Eduardo dos Santos anteviu o futuro, ao dizer que, “abre-se hoje uma nova era na liderança do nosso partido. O Comité Central e o novo presidente do partido terão a incumbência de manter a rota do MPLA no rumo certo, o que implica preservar os valores e princípios, manter a unidade e coesão internas, estimular os militantes, aprimorar a nossa organização e mobilizar o povo e o eleitorado, a fim de obtermos novas vitórias”.

“Zedu” vai dedicar-se a causas sociais

À saída do congresso do MPLA, José Eduardo dos Santos esclareceu que, agora que deixou a vida politica ativa, vai dedicar-se à Fundação Eduardo dos Santos, dedicando-se assim às causas sociais protagonizadas pela fundação com o seu nome.

O ex-líder de Angola disse ainda, numa resposta evasiva, que as suas memórias já foram escritas por outros, não esclarecendo se se estava a referir a pessoas de fora da sua esfera oficial ou se vai efetivamente publicar as suas memórias, escritas por alguém do seu circulo de confiança.

José Eduardo dos Santos: 75 anos de vida, 38 de governo

O ex-presidente de Angola tem atualmente 75 anos de vida e 38 de governo, que deixou a 26 de setembro do ano passado, depois de ter substituído Agostinho Neto, em setembro de 1979.

Ligado aos movimentos militares próximos do MPLA, José Eduardo dos Santos foi um dos fundadores da Juventude do MPLA, tendo frequentado o Ensino Superior na antiga União Soviética.

Envolvido, desde que tomou posse, em várias polémicas, José Eduardo dos Santos está sobretudo ligado a escândalos de corrupção e de enriquecimento ilícito, com a sua fortuna pessoal a ter aumentado desde que tomou posse, o que se estendeu também aos seus filhos. Em Portugal, o poderio económico de Isabel do Santos é fortemente conhecido.

Descomplicador:

José Eduardo dos Santos deixou hoje a liderança do MPLA, que passa agora para João Lourenço, um ano depois de ter deixado a presidência angolana. “Zedu” vai agora dedicar-se a causas sociais, sob a égide da sua fundação.

Publicado por: Miguel Dias

Licenciado em Jornalismo pela Escola Superior de Comunicação Social. Assessor de comunicação numa federação desportiva, colabora com a imprensa regional na sua cidade, Almeirim e criou um conjunto de projectos temporários sobre politica local e nacional. Fundou ainda uma rádio regional e é comentador convidado de ténis da Eurosport.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *