Ativistas contra a violência sexual conquistam Prémio Nobel da Paz

O médico congolês, Denis Mukwege e a ativista, Nadia Murad, conquistaram o Prémio Nobel da Paz este ano, pelo trabalho desenvolvido em prol das vítimas de violência sexual. “Ambos colocaram em risco a sua segurança pessoal ao combaterem corajosamente os crimes de guerra e assegurarem justiça para as vítimas”, diz a academia sueca.

Denis Mukwege é um médico do Congo com trabalho desenvolvido na assistência às vítimas de violência sexual, sendo considerado um dos maiores especialistas mundiais no tratamento de danos físicos provocados por violação. O seu hospital no Congo é um ponto de encontro obrigatório para todas as mulheres violadas por milícias militares na guerra do Congo.

Já Nádia Murad é uma jovem yazidi, raptada pelo Daesh em 2014 e violada repetidas vezes até à sua libertação. Murad expôs a sua história e tornou-se ativista pelos direitos humanos, sendo Embaixadora da Boa Vontade para a Dignidade dos Sobreviventes de Tráfico Humano das Nações Unidas.

Tanto Mukwege como Murad receberam o Prémio Sakharov atribuído pela União Europeia, e o médico congolês foi ainda distinguido em 2014 com o Prémio Calouste Gulbenkian.

Denis Mukwege e Nadia Murad sucedem neste galardão à Campanha Internacional para a Abolição das Armas Nucleares, que conquistou o prémio atribuído pela academia sueca no ano passado.

Descomplicador:

Deniw Mukwege e Nadia Murad são os vencedores do Prémio Nobel da Paz pelo trabalho desenvolvido no apoio e na luta em prol das vítimas de abusos sexuais. O médico congolês e a vítima do Daesh vão receber o galardão da academia sueca.

Publicado por: Miguel Dias

Licenciado em Jornalismo pela Escola Superior de Comunicação Social. Assessor de comunicação numa federação desportiva, colabora com a imprensa regional na sua cidade, Almeirim e criou um conjunto de projectos temporários sobre politica local e nacional. Fundou ainda uma rádio regional e é comentador convidado de ténis da Eurosport.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *