Candidata à JS com erros no currículo divulgado

A candidata à liderança da Juventude Socialista, Maria Begonha, publicou no site oficial da candidatura e também na sua página do Linkedin, informações erradas sobre o seu currículo, nomeadamente a data de nascimento, o grau de ensino que conclui e o cargo que desempenho na Associação de Estudantes da Faculdade de Ciências Sociais e Humanas da Universidade Nova de Lisboa.

Segundo a informação avançada pelo jornal Público, que deu conta das imprecisões no curriculo de Maria Begonha no site oficial da candidatura, a candidata à liderança da JS apresentou a data de nascimento errada, afastando-se do limite dos 30 anos, indicou que tinha concluído o mestrado em Ciência Política quando só concluiu o ano curricular e deu conta de que foi presidente da AEFCSH, quando na verdade foi presidente da Mesa da Reunião Geral de Alunos.

Contactada pelo Público, Maria Begonha justificou as imprecisões como “gralhas”, remetendo esclarecimentos para o diretor de campanha, Tiago Estevão Martins, o responsável, entre outros, pela gestão do site da candidatura “Razões de Esquerda”.

Mais tarde, o Observador deu também conta de que na página do Linkedin da candidata surgia também a informação de que Maria Begonha teria já concluído o mestrado, “gralha” que um membro da candidatura justificou ao Observador como uma “imprecisão na atualização do perfil”.

Entretanto, num esclarecimento publicado pela própria, Maria Begonha diz que, “o meu percurso pessoal e cívico sempre se pautou pelo rigor e pela verdade e naturalmente assumimos com frontalidade os erros anteriormente publicados no site, mas que não apagam nem prejudicam o fundamental: as Razões da minha e da nossa candidatura”.

Maria Begonha é, até ao momento, a única candidata conhecida à sucessão de Ivan Gonçalves na Juventude Socialista, tendo apresentado a sua candidatura no Domingo, onde contou com a presença de sete antigos Secretários-Gerais da JS.

Descomplicador:

A candidata à liderança da JS, Maria Begonha, tinha várias informações erradas na sua biografia no site da candidatura, entre elas, a data de nascimento, o grau académico e o cargo desempenhado na AEFCSH. A candidatura justificou os erros como “gralhas”.

Publicado por: Miguel Dias

Licenciado em Jornalismo pela Escola Superior de Comunicação Social. Assessor de comunicação numa federação desportiva, colabora com a imprensa regional na sua cidade, Almeirim e criou um conjunto de projectos temporários sobre politica local e nacional. Fundou ainda uma rádio regional e é comentador convidado de ténis da Eurosport.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *