Consulado brasileiro em Lisboa pede mais policia junto ao local de votação

O Consulado do Brasil em Lisboa já pediu à Policia de Segurança Pública um reforço do policiamento no Domingo, dia 28 de outubro, junto à Faculdade de Direito de Lisboa, onde decorrem a votação da segunda volta para as eleições presidenciais brasileiras.

Depois de uma primeira volta que gerou momentos conturbados na Cidade Universitária, em Lisboa, amanhã o Consulado do Brasil não quer que se repitam os desacatos e já pediu junto do Comando Metropolitano da PSP um reforço da presença policial.

José Roberto de Almeida Pinto, cônsul brasileiro em Lisboa, esclarece que, “como medida acautelatória, entrei em contacto com a Polícia de Segurança Pública e pedi que eles colocassem a hipótese de, no segundo turno, haver uma presença mais contínua, se possível permanente na frente da Faculdade”.

O cônsul brasileiro acrescenta ainda que, “fora do edifício, temos a atuação da Polícia de Segurança Pública, para manutenção da ordem de acordo com a legislação e procedimentos portugueses. Dentro do prédio da Faculdade de Direito de Lisboa, onde se exerce o voto, contamos com uma segurança privada, contratada pelo consulado e não armada, como determinado pela lei eleitoral brasileira”.

Para além da Faculdade de Direito de Lisboa, existem ainda outros dois locais de votação em Portugal, um no Porto e outro em Faro, que abrange toda a zona sul do país.

Descomplicador:

O Consulado do Brasil em Lisboa pediu junto da PSP um reforço policial para a zona da Faculdade de Direito de Lisboa, para evitar na segunda volta das eleições brasileiras os desacatos que se registaram na primeira chamada às urnas.

Publicado por: Miguel Dias

Licenciado em Jornalismo pela Escola Superior de Comunicação Social. Assessor de comunicação numa federação desportiva, colabora com a imprensa regional na sua cidade, Almeirim e criou um conjunto de projectos temporários sobre politica local e nacional. Fundou ainda uma rádio regional e é comentador convidado de ténis da Eurosport.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *