Bilderberg de Balsemão chama-se Encontros de Cascais

Francisco Pinto Balsemão vai criar um Clube Bilderberg à portuguesa que vai reunir perto de cinquenta membros e vai ser denominado de Encontros de Cascais. Banqueiros, milionários e empresários constituem os nomes apontados para integrar o clube.

O clube vai ter um funcionamento semelhante ao Bilderbeg, ou seja, sem a presença de jornalistas, num local reservado e cuja localização se procurará esconder até ao mais tarde possível, bem como o formato Chatham House Rule, em que as ideias podem ser citadas mas não associadas a uma figura.

A iniciativa vai contar com Francisco Pinto Balsemão como fundador, mas também com Paula Amorim, a herdeira do Grupo Amorim, Leonor Beleza e António Ramalho, bem como Carlos Carreiras, o autarca de Cascais, que será o único politico no activo a integrar o formato.

Cada membro pode permanecer no grupo durante dois mandatos de três anos e convidar até quatro pessoas para integrar estes Encontros de Cascais.

Descomplicador:

Francisco Pinto Balsemão vai criar um Clube Bilderberg à portuguesa, que vai ser denominado Encontros de Cascais e vai contar entre outros com, Paula Amorim, a herdeira do Grupo Amorim, Leonor Beleza e António Ramalho, bem como Carlos Carreiras, o autarca de Cascais, que será o único politico no activo a integrar o formato.

Publicado por: Miguel Dias

Licenciado em Jornalismo pela Escola Superior de Comunicação Social. Assessor de comunicação numa federação desportiva, colabora com a imprensa regional na sua cidade, Almeirim e criou um conjunto de projectos temporários sobre politica local e nacional. Fundou ainda uma rádio regional e é comentador convidado de ténis da Eurosport.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *