Sobre/Estatuto Editorial

Panorama

O Panorama surge por oposição à ideia de que temos, no que toca à vida política, jovens desinteressados e indiferentes.

Num contexto em que a informação se multiplica e a ditadura do imediato, sobretudo no online, se sobrepõe demasiadas vezes ao dever do jornalista de contextualizar e informar com rigor o leitor que com ele se compromete, assumimos que faz falta um meio que colmate estas falhas e que procure esclarecer as gerações que votam agora pelas primeiras vezes, que fazem as primeiras escolhas.

Somos uma equipa jovem que escreve para jovens, particularmente incidindo sobre a lógica partidária que caracteriza o nosso sistema político, sem a pretensão de priorizar a rapidez e o exclusivo em detrimento da qualidade e da análise. Não estamos interessados em ganhar leitores através da exploração de fait-divers e não-assuntos ou da imitação de modelos já existentes.

O Panorama quer-se um projeto sério que tenciona informar e esclarecer cidadãos conscientes e decisoriamente responsáveis. O Panorama declara-se interessado em ouvir todas as vozes e fornecer todas as ferramentas para que os seus leitores possam formar opiniões fundamentadas.

Mais do que seguir caminhos já traçados, o Panorama é fundado com a intenção de estabelecer o seu próprio trilho e diferenciar-se da oferta já existente no contexto dos meios de comunicação social, tendo sempre como prioridade um leitor que se quer esclarecido