Governo corta mais de mil vagas no Ensino Superior em Lisboa e Porto

O Ministro da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior, Manuel Heitor, falou hoje sobre o diploma publicado que determina um corte de 5% das vagas no acesso ao Ensino Superior em Lisboa e no Porto, admitindo um novo corte de 5% no próximo ano lectivo.

Manuel Heitor

Numa medida que tem como principal objectivo reduzir as diferenças entre Lisboa e Porto e outros pólos universitários, nomeadamente no interior do país, o corte de 5% representa 1100 vagas no acesso ao Ensino Superior, que afectam a Universidade de Lisboa, a Universidade Nova de Lisboa, o Instituto Politécnico de Lisboa, o ISCTE, a Escola Superior de Hotelaria e Turismo do Estoril, a Universidade do Porto, o Politécnico do Porto e as escolas de enfermagem de Lisboa e Porto.

De fora deste corte ficam medicina e física e tecnologia nuclear. Com o corte em Lisboa e Porto, vão aumentar as vagas no interior, também em 5% e, preferencialmente, nas áreas das ciências da vida, física, matemática, informática e engenharias.

A Universidade de Lisboa e do Porto foram as mais críticas para com estas medidas, bem como as estruturas académicas locais. A nova reitora do ISCTE, Maria de Lurdes Rodrigues, foi a única voz dissonante, ao dizer ao Publico que é “muito importante que se lancem medidas de discriminação positiva que permitam um desenvolvimento mais equilibrado do país”.

Descomplicador:

O governo publicou hoje o diploma que determina um corte de 5% nas vagas de acesso ao Ensino Superior em Lisboa e no Porto, o que afecta nove instituições de ensino. Com esta medida, Manuel Heitor pretende aproximar o interior, aumentando aí as vagas, em particular, nos cursos de ciências da vida, física, matemática, informática e engenharias.

Publicado por: Miguel Dias

Licenciado em Jornalismo pela Escola Superior de Comunicação Social. Assessor de comunicação numa federação desportiva, colabora com a imprensa regional na sua cidade, Almeirim e criou um conjunto de projectos temporários sobre politica local e nacional. Fundou ainda uma rádio regional e é comentador convidado de ténis da Eurosport.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *