Miguel Albuquerque recusa encontro com Costa em local sugerido pelo Primeiro-Ministro

O presidente do Governo Regional da Madeira, Miguel Albuquerque, recusa encontrar-se com o Primeiro-Ministro, António Costa, no palácio dos antigos governadores, um local sugerido pelo Primeiro-Ministro. Para Albuquerque, o encontro só faz sentido na residência oficial do líder regional.

Miguel Albuquerque diz que o local sugerido pelo gabinete do Primeiro-Ministro é “uma humilhação” para os madeirenses, visto que o local sugerido é o local onde residiam os representantes da república nomeados por Lisboa, antes do 25 de Abril.

Para o líder regional, o encontro só faz sentido se ocorrer na Quinta a Vigia, a residência oficial do presidente do Governo Regional, à semelhança das reuniões com o Primeiro-Ministro em Lisboa, que decorrem em São Bento.

Miguel Albuquerque diz mesmo que se o local não for alterado não haverá encontro entre ambas as figuras de Estado. Apesar da recusa, a Madeira e o governo têm vários assuntos pendentes, como são o novo hospital e a redução dos juros da dívida.

A visita de António Costa à Madeira será de poucas horas e apanhou Miguel Albuquerque de surpresa, que ficou a saber da viagem de António Costa através do Facebook de Carlos Pereira, deputado madeirense eleito para a Assembleia da República.

Descomplicador:

O presidente do Governo Regional da Madeira, Miguel Albuquerque, recusa encontrar-se com o Primeiro-Ministro, António Costa, no palácio dos antigos governadores indicados por Lisboa, um local que foi sugerido pelo Primeiro-Ministro.

Publicado por: Miguel Dias

Licenciado em Jornalismo pela Escola Superior de Comunicação Social. Assessor de comunicação numa federação desportiva, colabora com a imprensa regional na sua cidade, Almeirim e criou um conjunto de projectos temporários sobre politica local e nacional. Fundou ainda uma rádio regional e é comentador convidado de ténis da Eurosport.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *