46 anos depois, Bob Woodward volta a provocar um abanão

Um dos responsáveis pelo caso Watergate, Bob Woodward, está de volta no que toca a provocar mossa numa administração norte-americana. “Fear: Trump in the White House” é o nome do livro assinado pelo jornalista do The Washington Post que revela, entre outros, que altos funcionários e membros do executivo de Trump, escondem documentos e decisões do presidente dos Estados Unidos da América.

O jornal de Woodward revelou já excertos das mais de 440 páginas do livro, que revela que conselheiros e funcionários de alto nível da Casa Branca escondem documentos ou executam decisões contrárias às de Donald Trump. Jim Mattis, Secretário de Estado da Defesa, revelou a Woodward que Trump “agia e tinha a compreensão de um aluno do quinto ou do sexto ano”, acrescentando que, “este é o pior trabalho que já tive”.

Mattis revelou ainda que Donald Trump manifestou o desejo de invadir a Síria e matar Bashar Al-Assad, levando à tomada de decisão contrária por parte dos responsáveis do setor. “Não vamos fazer nada disso. Vamos ser muito mais comedidos”, disse Jim Mattis para os seus funcionários depois do encontro com Donald Trump.

Inicialmente Donald Trump recusou-se a colaborar com o jornalista norte-americano, manifestando depois a vontade contrária, segundo revelou numa conversa publicada pelo Washington Post, onde o presidente norte-americano diz a Woodward ter conseguido arranjar tempo para falar sobre o seu trabalho à frente dos Estados Unidos da América.

Bob Woodward: 46 anos depois

Bob Woodward foi, com Carl Bernstein, um dos responsáveis pelo caso Watergate, que resultou na queda de Richard Nixon, devido ao caso de espionagem politica. O caso “rebentou” em 1872, há 46 anos atrás, tendo-se transformado no livro: Os Homens do Presidente, que depois foi também adaptado ao cinema. O caso deu à dupla de jornalistas um Prémio Pulitzer.

Depois do caso Watergate, Bob Woordward ficou sempre ligado ao The Washington Post, tendo dedicado uma grande parte da sua carreira à escrita de livros sobre a politica norte-americana, tendo 12 deles atingido o estatuto de best-seller. Atualmente com 75 anos, Bob Woodward volta a colocar uma administração norte-americana novamente em causa.

Descomplicador:

46 anos depois do caso Watergate, Bob Woodward volta a provocar um abanão numa administração norte-americana, ao lançar um livro sobre a liderança de Donald Trump onde alguns dos seus colaboradores mais próximos revelam esconder assuntos do presidente norte-americano.

Publicado por: Miguel Dias

Licenciado em Jornalismo pela Escola Superior de Comunicação Social. Assessor de comunicação numa federação desportiva, colabora com a imprensa regional na sua cidade, Almeirim e criou um conjunto de projectos temporários sobre politica local e nacional. Fundou ainda uma rádio regional e é comentador convidado de ténis da Eurosport.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *