Europa ainda não tem representação para a tomada de posse de Maduro

A dois dias da tomada de posse de Nicolas Maduro na Venezuela, a União Europeia ainda não escolheu o seu representante diplomático. Os países europeus concordaram em enviar um representante único para a tomada de posse do líder venezuelano.

Os ministros dos Negócios Estrangeiros dos países da União Europeia concordaram em não se representarem bilateralmente na tomada de posse de Maduro enviando um representante único aos 28 países.

Segundo um Alto Representante da União Europeia à TSF, “as
consultas ainda estão em curso”.

Hoje vai decorrer uma reunião na União Europeia com secretários de estado tutelados pelos Negócios Estrangeiros, mas segundo a rádio, o tema não consta da agenda dos trabalhos.

Augusto Santos Silva disse em Dezembro que, a decisão de enviar um representante conjunto tem como objetivo mostrar que “a atitude da UE é clara para todos”, remetendo para Federica Mogherini, a Comissária Europeia para a representação estrangeira, a quem compete “dizer qual é a posição a que nós chegámos”.

Descomplicador:

A União Europeia decidiu enviar um representante comum aos 28 países à tomada de posse de Nicolas Maduro, na Venezuela, mas ainda não decidiu quem vai ser esse representante.

Publicado por: Miguel Dias

Licenciado em Jornalismo pela Escola Superior de Comunicação Social. Assessor de comunicação numa federação desportiva, colabora com a imprensa regional na sua cidade, Almeirim e criou um conjunto de projectos temporários sobre politica local e nacional. Fundou ainda uma rádio regional e é comentador convidado de ténis da Eurosport.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *