Marcelo Rebelo de Sousa concorda com o fim das propinas

O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, encerrou ontem a Convenção Nacional do Ensino Superior que decorreu no ISCTE, em Lisboa e mostrou-se a favor do fim das propinas, uma ideia que foi sendo defendida ao longo do dia, em particular por elementos ligados ao governo.

Marcelo Rebelo de Sousa concordou que a ideia do Ministro da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior “da extinção das propinas, a concretizar-se, a ser possível concretizar-se, é um passo decisivo” para o setor do ensino superior.

À saída da cerimónia o Presidente da República foi novamente questionado sobre esta matéria, reforçando ser “totalmente a favor. Ficou claríssimo. Eu disse que era um passo muito importante no domínio do financiamento do ensino superior”, frisou o Chefe de Estado.

Marcelo Rebelo de Sousa acrescentou que o fim das propinas, “significa o dar um passo para terminar o que é um drama, que é o número elevadíssimo de alunos que terminam o ensino secundário e não têm dinheiro para o ensino superior, porque as famílias não têm condições, portanto, têm de trabalhar, não podem permitir-se aceder ao ensino superior”.

Apesar de vários membros do governo serem a favor do fim das propinas no acesso ao ensino superior. Ainda assim, vozes como Nuno Crato, antecessor de Manuel Heitor, disse ao Expresso que, “o fim das propinas é um erro, uma medida injusta e não exequível”.

Também o presidente do PSD, Rui Rio, mostrou-se contra este principio, argumentando que, “não é correto que as famílias dos jovens que não andam no ensino superior acabem por pagar através dos impostos ” e que, “quem passa nas estradas paga. Quem anda na universidade paga, quem não pode deve ter apoio social, para que o país permita a quem tem vontade e capacidade de andar no ensino superior o possa fazer também”.

A Convenção Nacional do Ensino Superior decorreu no ISCTE e foi promovido pelo Conselho de Reitores das Universidades Portuguesas, tendo sido a primeira sessão desta iniciativa.

Descomplicador:

O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, mostrou-se favorável ao fim das propinas no Ensino Superior, apoiando uma ideia que começa a ganhar cada vez mais força no governo.

Publicado por: Miguel Dias

Licenciado em Jornalismo pela Escola Superior de Comunicação Social. Assessor de comunicação numa federação desportiva, colabora com a imprensa regional na sua cidade, Almeirim e criou um conjunto de projectos temporários sobre politica local e nacional. Fundou ainda uma rádio regional e é comentador convidado de ténis da Eurosport.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *